segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Este sim foi o primeiro debate. Serra na defesa; Dilma coerente
Emanoel Barreto


Afinal tivemos um debate: a Rede Banderantes colocou frente a frente Dilma e Serra e estes puderam confrontar-se. Serra dissimulou seu comportamento para simular serenidade; Dilma foi incisiva e direta. Exemplo: ao denunciar os ataques rasteiros que sofre, quis saber do oponente por que a mulher dele a acusou de querer "matar criancinhas". Ele simplesmente ignorou. Fora pego mas não quis admitir.

O tucano buscou amuletar-se em sua administração como se fora esta uma espécie de avatar do seu passado administrativo. Dilma explicitou o que foi feito nos oito anos de Lula, expôs o projeto serrista de privatização do pré-sal, e o adversário não teve saída, mesmo tentando se explicar, colocando-se, na hora, como defensor das estatais.

Dilma defendeu moradia digna, Serra falou que ajudou o povo a fazer puxadinhos.

O ponto fraco de Dilma foi o fato de que, não sendo uma oradora, deixou-se impregnar por um certo arrojo expositivo, o que poderia dar a entender nervosismo. Serra, cerebral, buscava falar pausado, dando tempo à organização do que dizia, mesmo quando tergiversava.

Os outros debates serão, digamos assim, para uma melhor afinação dos instrumentos. Dilma tem muito a dizer, especialmente se insistir na denúncia da campanha de mistificação, de desconstrução de sua pessoa, num processo insidioso que os ids das elites sabem muito bem manipular, retirando de suas clausuras mais escuras truques e cartas na manga.

Foto: http://www.sidneyrezende.com/noticia/104007+primeiro+debate+do+segundo+turno+e+na+band+veja+como+ele+sera

Um comentário:

Amana disse...

Geralmente, eu não comento, mas... Dilma coerente?

Em relação a frase de Mônica Serra sobre Dilma querer matar criancinhas, isso nada mais foi do que uma expressão que a Mônica usou para dizer que Dilma é a favor do aborto, o que, afinal de contas, é um assassinato de criancinhas. Quanta tempestade em copo d'agua! Ainda bem que Serra ignorou porque isso nem merece resposta mesmo!