quinta-feira, 6 de março de 2014

Vamos apoiar os ladrões

A importância social do ladrão
Emanoel Barreto

Amigo meu, historiador, conta-se que, certa vez, em protesto os ladrões pararam de trabalhar: não mais se assaltava, nem se arrombavam casas ou meras roupas em varais eram furtadas. É que os ladrões não estavam satisfeitos com o que roubavam. A reclamação, generalizada na categoria, devia-se ao fato de que uma espécie mais evoluída , os corruptos, ganhava muito mais que eles, que se arriscavam a ser presos e até a levar tiros no cumprimento de sua sagrada função social.

Detalhou o historiador: "Foi consultado um grande especialista em ladroneria, ou seja a ciência que estuda os ladrões. O grande cientista afirmou que, sim, os corruptos estavam em desenvolvimento. Eram uma anomalia sócio-genética da ladroagem comum, mas que estavam se afirmando como espécie e logo teriam, ou melhor, já tinham perfil definido, sendo impossível qualquer tentativa em contrário."

"A história anda para a frente, senhores. Lamento, mas os corruptos, de agora por diante, terão o comando de tudo", foram as palavras do cientista, segundo me disse o meu amigo.

Isso aconteceu, é claro, no Brasil. O que fazer? Os ladrões se reuniram em grande marcha e ocuparam toda a Esplanada dos Ministérios. Os corruptos reuniram-se no Congresso Nacional e declararam-se sitiados. Receberam grande apoio de deputados e senadores, até porque boa parte dos corruptos já era deputado ou senador. 

"Estamos em casa", festejaram os corruptos, enquanto abriam champagne nos gabinetes e plenário.

Veio a polícia prender os ladrões. Os ladrões disseram que seu movimento era pela cidadania e que todo cidadão tem o direito de escolher sua profissão. "É o sagrado direito de ir e vir. É preciso roubar para sobreviver dignamente. Precisamos socializar o roubo."

Como argumento final alegaram que, sem ladrões, a polícia deixaria de fazer sentido, o que deixaria livres para manifestações, por exemplo, os sem terra e todos os outros movimentos sociais. Assim, seria melhor garantir maior lucratividade aos ladrões comuns. 
O Congresso, então, tomou decisão histórica: disse que os ladrões poderiam reunir-se em sindicatos, conhecidos juridicamente como facções criminosas ou crime organizado e assim poderiam ganhar tanto quanto os corruptos do Congresso.

As coisas foram resolvidas e surgiram o PCC, os Amigos dos Amigos e o Comando Vermelho. Viu como é bem simples a nossa história?

ZOORÓSCOPO

Traíra - Quem está sob a regência de traíra, tem por vocação natural a traição e o descaminho. Cuidado quem estiver mantendo romance com um trairiano ou trairiana. Especialmente se esse alguém for do signo de Minhoca. Minhoca é isca e sempre acaba devorada...

domingo, 2 de março de 2014