sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Arrependei-vos todos. Eis que chegou, para expungir o Mal, a Santa Inquisição
Emanoel Barreto

Leio no UOL: A candidata derrotada do PV ao Palácio do Planalto, Marina Silva, apresentou nesta sexta-feira (8) o documento que servirá de base para conversas sobre um possível apoio da verde aos presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) ou José Serra (PSDB) no segundo turno. Além disso, a ex-ministra do Meio Ambiente repetiu, ao ser questionada, que “o Brasil está preparado para ter uma mulher na Presidência da República”.

No entanto, a senadora pelo Acre não explicitou apoio à ex-ministra da Casa Civil, candidata do partido pelo qual Marina militava até o ano passado, nem a Serra, que tem a preferência de membros da cúpula do PV. “Cabe a quem está na disputa convencer o eleitor. Não sou eu quem vai falar”, disse ela, que contou com cerca de 19% dos votos no primeiro turno.

.............................................

A senadora Marina é um ator político e um quadro partidário extremamente qualificado e sabe que a posição de neutralidade é falsa. Especialmente porque se isso ocorrer estará acontecendo em ambiente político onde a ética não é fator preponderante. Tanto que a campanha de Serra se desenvolve sob o símbolo do obscurantismo e da manipulação de conceitos arraigados aos valores dos mais simples. Como se fazia com a Santa Inquisição, Dilma é apontada como se fora uma bruxa. Até se fala que seu vice, Michel Temer, tem pacto com o diabo...

Chega a ser kafkiano, digno de uma peça de Ionescu, a forma como Serra se utiliza de valores religiosos para dar andamento à sua empreitada política em pleno século 21. Marina sabe que dessa eleição, da forma como se comportar, sairá seu marco zero para 2014. Seu capital político é grande como ambientalista e humanista. Isso é internacionalmente reconhecido.

Seria portanto um erro, mesmo que no aspecto unicamente tático, alinhar-se a um partido como o PSDB; afora as consequências de arranhar sua imagem de intelectual e de ator político ético, seu ingresso no coro serrista da malsinada campanha centrada no repúdio ao aborto indicaria acatar, por tibieza, tal procedimento, do mesmo modo como se fazia com mulheres acusadas de ser bruxas.

É preciso instalar um clima de histeria como se vivêssemos os tempos da Idade Média, onde o diabo estava em toda parte e todos eram culpados de com ele manter comércio à mínima suspeita. É grotesco e ridículo. É uma falta de respeito à inteligência e à civilidade.

Marina é ambientalista. Ser ambientalista é quase sinônimo de ser ético, de ter compromissos com o ser humano, de compreender que uma investida política não pode centrar-se em proposta política tão desmiolada como a intentona da campanha do tucano, que mistifica valores e se aproveita de uma certa ingenuidade popular que tende e aceita o maniqueísmo, superstições e crenças absurdas.

Avalizar por qualquer meio o PSDB - ao manter-se supostamente equidistante a dois candidatos desiguais em suas matrizes ideológicas profundas -, seria equívoco que pode prejudicá-la em 2014. Como pessoa política experiente, sabe disso. Neutralidade será, na prática, apoio tácito a Serra e a seu pronunciamento medievo de enfrentamento do Bem contra o Mal.

Por precaução e aproveitando o clima de caça às bruxas, Vade Retro...

Imagem: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com/_fDLmZHIPq5A/SpHhQBvVrpI/AAAAAAAAANg/8QoFzgz-SlQ/s400/Inquisicao%255B5%255D.jpg&imgrefurl=http://bruxariagora.blogspot.com/2009/08/bruxas-uma-historia-de-magia-e-terror.html&usg=__Ug7CeKLCk97Zspt0tT1b23jtWDY=&h=400&w=396&sz=34&hl=pt-br&start=12&zoom=1&um=1&itbs=1&tbnid=FC0xPyAdVHdQeM:&tbnh=124&tbnw=123&prev=/images%3Fq%3Dbruxas%2Binquisi%25C3%25A7%25C3%25A3o%26um%3D1%26hl%3Dpt-br%26safe%3Doff%26sa%3DN%26tbs%3Disch:1

Um comentário:

Arthur Rocha disse...

otimo texto. nao foram poucos os emails q recebi condenando dilma e seu vice a pacto com diabo e coisas semelhantes. e teve gente q deixou de votar nela no primeiro turno baseando-se nisso.